Estudar no exterior: quais cursos valem a pena para o universitár

Você já pensou em estudar no exterior? Saiba que há diferentes tipos de cursos que podem te ajudar a impulsionar a sua carreira, inclusive alguns até oferecem bolsas de estudo no exterior. Confira as nossas dicas no post de hoje. 

Estudar no exterior

Estudar no exterior é o sonho de muitos, mas para torná-lo realidade é necessário muito planejamento. O ideal é se organizar com muita antecedência, em torno de um ano, no mínimo.  

Para concorrer às vagas e bolsas de estudos não há um cronograma certo a ser seguido, pois cada país e instituição contam com métodos distintos de admissão, bem como os requisitos mínimos exigidos para conceder a aprovação.

O ideal é você pesquisar o local para onde deseja ir e onde deseja estudar, buscar o máximo de informação através dos sites oficiais e conversar com pessoas que já estão vivenciando essa experiência, assim basta acompanhar os editais e se preparar para os testes e com a documentação exigida.

Cursos no exterior

Para começar, você pode optar por fazer um intercâmbio para conhecer novas culturas e aperfeiçoar um outro idioma, como também pode realizar uma graduação, pós-graduação ou algum curso de curta duração, tudo depende do seu objetivo. O lado bom é que para algumas destas modalidades é possível conquistar uma bolsa de estudo no exterior

Graduação e Pós-graduação

Há diversos programas que incentivam com bolsas de estudo no exterior para quem deseja realizar um período da graduação ou da pós-graduação fora. O Santander, por exemplo, costuma abrir periodicamente vagas de bolsas com duração de um semestre. 

Para a Europa, o programa oferece um valor equivalente a 3 mil euros e abarca os países da Ibero-América que a instituição está presente, como:  Argentina, Colômbia, Chile, Espanha, Peru, Porto Rico, Portugal, México e Uruguai. Para participar, busque informações com o setor responsável da sua universidade e verifique se ela é parceira do programa e acompanhe o edital de vagas para fazer a sua inscrição.

MBA

Os cursos de MBA, sigla do termo Master in Business Administration em inglês, são cursos lato sensu voltados para quem quer desenvolver a sua visão global do mundo corporativo, por isso é tão requisitado por empresários, executivos e gestores. 

O MBA contribui para aprimorar conhecimentos de administração e realiza-lo em uma escola renomada no exterior agrega muito ao seu currículo profissional. Entretanto, para realizar um MBA no exterior é necessário um investimento alto, não só de dinheiro como também de tempo. 

Bolsas de estudos

São diversos os locais escolhidos por quem deseja estudar no exterior. Muitos preferem ir para os Estados Unidos, enquanto outros optam pelo velho continente. 

Nos Estados Unidos, a Fullbright é uma das instituições que oferece bolsas em diversas universidades do país, inclusive para doutorado na modalidade sanduiche ou pleno. Em contrapartida, é obrigatório que o candidato tenha fluência na língua inglesa. Os valores das bolsas variam, dependendo do curso e da modalidade escolhida. 

Outra opção é a Fundação Lemann, que oferece bolsas de estudo em diferentes áreas do conhecimento e em diversas as instituições parceiras da fundação. Para concorrer a uma vaga, também é necessário ser fluente na língua inglesa.

Já o governo do Reino Unido, conta com o programa Chevening, que oferece bolsas para quem quer cursar um ano de mestrado em qualquer universidade do país. Para concorrê-la, o candidato deve comprovar a proficiência no inglês através de testes como o IELTS que avalia o nível de proficiência do idioma, além de passar por avaliação de diploma, certificados e entrevistas.

Intercâmbio

Há quem opte também por estudar no exterior fazendo um intercâmbio focado no aprendizado do idioma local.  Para isso, há diversas empresas especializadas em intercâmbio, que oferecem programas completos de estudo, moradia e ainda cuidam de todos os detalhes de documentação e viagem para os estudantes.

Nos programas de intercâmbio, os cursos de idiomas contam com planos para quem quer aprender do zero um outro idioma ou para quem deseja apenas aperfeiçoar a língua. Alguns cursos de idioma também podem ser combinados com aulas de interesses específicos do aluno, como por exemplo, fotografia, cinema, dança, entre muitos outros. 

Cabe ressaltar que em alguns países, como o Canadá e a Irlanda, por exemplo, os alunos podem ainda trabalhar legalmente por determinada carga horária após e/ou durante o período de estudos, que normalmente é meio período antes ou após o turno das aulas.

A possibilidade de um emprego remunerado é a chance estudar no exterior conseguindo se manter financeiramente. Além disso, a experiência de trabalhar e estudar no exterior proporciona uma grande troca de cultura e conhecimento, que são uma bagagem extra para destacar no currículo profissional e garantir destaque no mercado de trabalho.

O que achou no post de hoje sobre estudar no exterior?  Você já teve essa experiência ou sonha em estudar fora? Qual seria o destino da sua escolha? Compartilha com a gente a sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *