Designer de moda: conheça 10 áreas de atuação

Muita gente associa a graduação em Moda com o trabalho como estilista. Mas a verdade é que existem diversas outras carreiras possíveis para o Designer de Moda e o estilismo é apenas uma dessas áreas. 

O mercado fashion permite que os graduados nesse curso atuem na pesquisa, criação, estilo, modelagem, figurino, acessórios, marketing, gestão, comunicação e eventos, entre outros segmentos. O fundamental, porém, é ter uma boa formação, como no curso de Design de Moda Estácio, que conta com professores capacitados e um currículo abrangente. 

A seguir, você vai saber mais sobre essa faculdade, além de conhecer cada uma das áreas de atuação possíveis. Continue lendo e confira!

Como funciona o curso?

Para começar, vamos falar um pouco mais sobre o curso que forma os Designers de Moda. Assim, você entende quais são as disciplinas do currículo e como vai aplicá-las no seu trabalho no futuro. 

Em primeiro lugar, vale avisar que existem duas modalidades de ensino de Design de Moda: o tecnólogo e o bacharelado, cuja principal diferença está na duração. 

Afinal, os cursos de tecnologia são mais curtos, com cerca de dois anos, e mais focados na prática profissional. Enquanto os bacharelados duram mais tempo, mas também proporcionam uma formação mais completa, incluindo disciplinas teóricas. 

Além disso, é importante saber que as matérias do curso se organizam em quatro linhas básicas de capacitação:

  • Administração de Produto;
  • Arte e Cultura;
  • Comunicação Visual na Moda;
  • Criação.

Ou seja, você vai estudar disciplinas voltadas para cada uma dessas ênfases, independente da carreira que escolher. Quer um exemplo? A seguir mostramos a grade curricular do curso de Design de Moda da Estácio. 

Currículo

  • Criação e Produção De Moda;
  • Desenho de Observação;
  • Design de Padronagem e Superfícies;
  • Design, Sociedade e Cultura;
  • Ecodesign, Sustentabilidade e Inovação;
  • Ergonomia e Modelagem do Vestuário;
  • Fundamentos do Design;
  • História da Moda;
  • Língua Portuguesa;
  • Linguagem Visual e Percepção;
  • Materiais e Processos Têxteis;
  • Marketing e Gestão de Negócios em Moda;
  • Metodologia de Projeto em Design;
  • Modelagem Avançada;
  • Modelagem Digital;
  • Pesquisa e Planejamento de Coleção de Produtos;
  • Processos Produtivos e Mercado de Moda;
  • Projeto de Coleção em Design de Moda;
  • Representação Gráfica Digital em Moda;
  • Semiótica Aplicada ao Design;
  • Técnicas de Costura;
  • Técnicas de Representação do Vestuário;
  • Teoria e Prática da Cor.

Áreas de atuação para Designer de Moda

Agora que você conheceu bem o curso de Moda e suas disciplinas, fica mais fácil entender em quais áreas o formado pode atuar. Afinal, a formação é bem completa e consegue abranger diferentes segmentos. Abaixo, você vai ver algumas das carreiras mais comuns. 

1 – Design e Estilismo

Como você viu, o trabalho como designer de moda ou estilista é o mais procurado por quem começa uma faculdade na área. Esse profissional foca na parte criativa e desenvolve coleções roupas, acessórios ou sapatos. Para isso, precisa de um amplo conhecimento de história da arte e também deve acompanhar as tendências no mercado internacional. 

2 – Administração de Negócios

Mas a Moda não é feita apenas de estilistas. Afinal, ela se tornou um grande mercado, que envolve indústrias, marcas e pontos de venda. Por isso, existem também designers de moda que atuam, na verdade, na parte administrativa dos negócios. Eles garantem que a empresa continue sendo lucrativa e que o todo funcione bem. 

3 – Marketing 

Da mesma maneira, existem muitos profissionais da área que trabalham também na parte de marketing focado em Moda. Afinal, esses times precisam de especialistas para estudar o comportamento do público e a recepção que os produtos vão ter no mercado. 

4 – Compras

A gestão em Moda também depende de bons compradores. Mas não estamos falando do público final. E sim dos profissionais responsáveis por adquirir a matéria prima utilizada nos produtos. Afinal, a maioria das indústrias tem uma equipe focada apenas nessa atividade, que escolhe os melhores tecidos e aviamentos para transformar as criações em peças reais. 

5 – Visual Merchandising

Já nos pontos de venda, existem profissionais focados em pensar na exibição das coleções. Afinal, a forma como as peças são mostradas faz toda a diferença para a imagem que o público terá delas. 

Dessa maneira, o designer de moda que trabalha com Visual Merchandising cuida da organização das vitrines, além de ser responsável pela disposição dos produtos dentro da loja. Incluindo até objetos que ajudem a transmitir as ideias do estilista ou da marca. 

6 – Produção de Moda

A organização de desfiles, feiras, peças publicitárias, além da gravação de vídeos e sessões de fotos podem exigir também o trabalho de um profissional focado na Produção.

Esse designer de moda atua para que tudo esteja de acordo com o necessário no dia combinado. Ele busca outros profissionais, define a locação e contrata tudo que for necessário para o evento, gravação ou sessão. 

7 – Fotografia

Da mesma forma, existem profissionais de moda que optam por trabalhar com fotografia. Esses designers fazem fotos que são utilizadas em catálogos, revistas, anúncios e, hoje em dia, nas redes sociais da marca. 

8 – Consultoria

A consultoria é mais uma função famosa do designer de moda. Também chamados de personal stylist, esses profissionais ajudam a compor o visual de figuras públicas como artistas, políticos e demais celebridades. 

9 – Figurino

Além disso, a criação de figurinos para shows, peças de teatro, programas de TV e filmes pode ser outra área de atuação do designer de moda. Esse profissional trabalha como autônomo ou então vinculado a uma emissora ou produtora. 

É uma carreira bem criativa e que pode ser conciliada também com outras ocupações, pois o fluxo de trabalho pode variar. 

10 – Jornalismo Especializado

Por último, vale falar também sobre o Jornalismo especializado em Moda. Nessa carreira, o profissional vai atuar em revistas, blogs e portais do segmento, escrevendo notícias, reportagens e colunas. Mas vale avisar que é uma área que exige conhecimentos além dos ensinados em sala de aula, então é bom estudar também sobre jornalismo. 

Só que, independente da área, o mais importante é procurar uma instituição de ensino séria, com professores experientes na área e disciplinas que preparem você para o mercado de trabalho. Saiba mais sobre o curso da Estácio e veja como essa pode ser uma excelente opção! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *