Coturno X bota: saiba quais são as diferenças e como usar cada calçado

Sendo calçados bastante versáteis, botas e coturnos costumam causar confusão em muita gente. Embora sejam parecidos, eles possuem algumas diferenças marcantes. Confira algumas delas para não errar no próximo look!

As possibilidades de composições com botas e coturnos são inúmeras, independentemente do estilo. Eles podem ser usados com saias longas, calças mais justas e escuras, cardigãs ou sobretudos.

Esses calçados são peças versáteis em qualquer armário, sendo uma ótima opção para quem procura unir conforto e estilo, principalmente nos dias de chuva e friagem. 

Embora ambos sejam bastante parecidos, eles possuem certas diferenças. Por isso, se você ainda fica em dúvida na hora de compor um visual e escolher bota de couro ou coturno, confira as principais distinções entre eles e saiba qual é o melhor modo de usá-los.

Diferenças

A primeira informação importante para saber diferenciá-los é ter em mente que “bota” é um termo que se refere a calçados que possuem diferentes características, sendo assim, o coturno é um tipo de bota.

A origem da palavra “coturno” remete às sandálias com solado mais grosso, amarradas até o joelho, bastante utilizadas no Império Romano. No Brasil, inicialmente, esse calçado referia-se a botas de uso militar. Com o passar dos anos, novos modelos foram desenvolvidos para homens e mulheres usarem no dia a dia.

Outra diferença entre eles é o nível de proteção que cada um oferece. Enquanto a bota possui diferentes modelos que podem, ou não, proteger os pés, o coturno é marcado por oferecer esse recurso acima de tudo.

Características

Pensado para proteger militares durante caminhadas contra pancadas, golpes e animais peçonhentos, o coturno é marcado por um cano alto e um solado mais grosso que as botas comuns. Além de oferecerem mais proteção, esses fatores garantem mais estabilidade e resistência, evitando perfurações nos pés. 

Por fim, um último item obrigatório em qualquer coturno é o fechamento feito a partir de cadarços que acompanham toda a extensão do cano. Em alguns modelos, ainda é possível encontrar ganchos que ajudam a encaixar e desencaixar os calçados dos pés.

Escolha

Considerando que botas e coturnos têm as suas semelhanças, é comum ficar em dúvida na hora de escolher entre um e outro. Como qualquer peça que compõe um visual, é importante considerar qual é a ocasião em que eles serão usados.

Se o contexto é mais casual, a bota pode ser uma opção melhor. Elas também são mais apropriadas para dias mais quentes, já que existem botas de diferentes tipos e materiais (como lona, camurça e couro). Elas ainda são feitas para diversas atividades radicais, como pilotar motocicletas.

Agora, se você vai pescar ou pretende utilizar o calçado nos dias mais chuvosos, o mais recomendado é investir no coturno, que é feito de material impermeável.

Qualquer que seja a sua escolha, é fundamental analisar bem a qualidade do material do calçado e escolher um que contenha um formato anatômico, adequado para os seus pés, garantindo a saúde do corpo.

Visuais

Na hora de compôr um look, quem gosta de botas pode combiná-las com um jeans e uma jaqueta. Se a ocasião é um pouco mais formal, vale apostar em um blazer — uma combinação que deixa o visual mais elegante.

Os coturnos também podem ser usados nas estações mais quentes, ficando ótimos quando são acompanhados por saias longas ou curtas, sobretudo, em cores mais  claras e feitas com tecidos leves. 

Se o contexto permite um visual mais despojado, vale combiná-lo com um shorts jeans — uma mistura que confere bastante autenticidade. Nesse caso, aposte em uma blusa mais descolada, com detalhes e decotes, se desejar incrementar o look.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *