5 modelos de calcinhas que não marcam no look

Ao escolherem um look, uma das grandes preocupações das mulheres é evitar que a calcinha fique marcada na roupa. Afinal, é desconfortável usar uma saia lápis no trabalho ou um vestido em um casamento e saber que os outros podem reparar na sua lingerie.

Por isso, frequentemente, a indústria de roupas íntimas lança novos modelos para resolver esse tipo de dificuldade, como a calcinha de tule ou com corte a laser. Entretanto, a primeira dica para encontrar uma peça que não marca é saber escolher o tamanho certo.

Isso porque uma calcinha apertada vai deixar a pele do glúteo em evidência. Por outro lado, modelos maiores podem ter excesso de tecido, característica que também vai marcar nas roupas. Agora que você já sabe da importância de escolher o tamanho correto, veja cinco modelagens de calcinhas que resolvem esse problema.

1. Fio-dental

A calcinha fio-dental é um dos modelos mais conhecidos quando o assunto é evitar marcas indesejadas nas roupas. Isso é possível porque ela não possui costuras na região dos glúteos, diminuindo as chances de ficar aparente.

Contudo, nem todas as pessoas se adaptam ao modelo, considerando-o desconfortável. Se esse for o seu caso, continue lendo a lista para conhecer outras opções.

2. Renda

A calcinha rendada é texturizada. Por isso, muitas pessoas não a consideram uma opção ao buscar por um modelo que não marque na roupa. Entretanto, esse é um equívoco comum.

Afinal, a textura da renda não aparece na roupa sobreposta. Além disso, esse tecido não desfia com facilidade, por isso, não precisa de costuras ou acabamento em viés. Todas essas características fazem com que o modelo seja altamente discreto, além de confortável e sensual.

3. Corte a laser

As calcinhas com corte a laser foram desenvolvidas especialmente para não marcar na roupa e proporcionar maior conforto. A quantidade de costuras é mínima, e elas não possuem acabamento em viés ou elástico.

Por isso, se você costuma usar roupas justas e precisa de uma quantidade considerável de calcinhas que não marcam, vale a pena apostar nos modelos com corte a laser.

4. Modeladoras

Como o próprio nome diz, as calcinhas modeladoras têm o objetivo de modelar o corpo. Por isso, elas vão da cintura até o meio da coxa, como um shorts de academia com compressão.

Por serem peças contínuas, elas não marcam na roupa. Além disso, costumam ser cortadas a laser e não possuem costura em viés. Em geral, esse modelo é muito usado com vestidos e saias justas, feitos com tecidos finos, como os utilizados em trajes de casamento.

5. Caleçon

O modelo caleçon é maior que as calcinhas tradicionais, assemelhando-se a um shorts ou uma cueca box. Como essa modelagem termina após as nádegas, ela também não marca.

Existem diversos modelos de calcinhas desse tipo, desde opções tradicionais, em algodão, até as mais sensuais, feitas com renda. Além disso, vale ressaltar que a peça é muito confortável para a rotina.

Tecido e saúde íntima

As calcinhas são itens fundamentais na rotina da mulher. No momento da compra, um dos fatores mais valorizados é o design da peça. No entanto, uma calcinha funcional vai muito além de um item bonito.

A calcinha serve para proteger a região íntima. Por isso, o tecido dela deve ser apropriado para essa função. Peças feitas com poliéster, por exemplo, possuem baixa respirabilidade, podendo causar alergias e coceiras.

Nesse momento, o ideal é optar por tecidos respiráveis e com toque macio. O algodão é bastante recomendado, mas já existem fibras mais funcionais que ele, como o modal e a poliamida. Esses dois tecidos são mais respiráveis e evitam que a região fique abafada, contribuindo para a saúde íntima feminina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *