10 de julho de 2018

Com fim do mandato se aproximando, Temer está nas mãos da PF

A Polícia Federal pediu a quebra de sigilo telefônico do presidente Michel Temer e dos ministros mais próximos a ele – Eliseu Padilha, da Casa Civil e Moreira Franco, da Minas Energia.

Resultado de imagem para temer e pf

O objetivo é aprofundar a investigação sobre o pagamento de 10 milhões de reais que teria sido feito pela Odebrecht. É a primeira vez que uma investigação em andamento pode quebrar o sigilo telefônico do presidente da República.

No outro inquérito que Temer é alvo, ele teve os sigilos bancários e fiscais quebrados por autorização do ministro do STF Luís Roberto Barroso, mas não houve pedido de quebra de sigilo telefônico. Em nota, o Palácio do Planalto diz que a investigação entrou no terreno da facção policial.