4 de junho de 2018

É possivel uma eventual intervenção militar? (veja aqui)

Hoje, o THEFOLHA vai abordar um tema que tem repercutido no WhatsApp, de que a intervenção militar foi decretada. Mas será verdade?

Imagem relacionada

Quem nunca foi vítima daquelas irritantes e incovenientes mensagens que propagam pelas redes sociais? Mensagens normalmente escritas em letras garrafais e que confudem as pessoas, onde ninguém sabe responder se aquela informação é verdadeira.

Nos últimos dias tenho recebido mensagens no WhatsApp dizendo a respeito de uma nova possível greve dos caminhoneiros. O último comunicado que recebi é uma imagem contendo o logotipo do Exército Brasileiro assinada pelo General Eduardo Villas Bôas dizendo o seguinte:”Sem maiores transtornos, declaramos vago à Presidência da República do Brasil, assim suspendemos o Congresso Nacional e afastamos todos de suas funções de Ministros do Supremo“.

O parágrafo seguinte ordena: “O governo brasileiro passará a ser assumido pelas forças armadas e junta militar que governará o país até o dia 31/12/2018“.

A continuação do texto ainda diz: “Desde então todos os partidos políticos serão extintos e banidos definitivamente com legitimidade e ideologias totalitárias. Políticos que não possuam restrição de corrupção poderão se associarem para uma nova escala de fórmula partidária que será desenvolvida”.

Segundo o texto a razão é simples: “Faremos isso a pedido da Nação Brasileira”.

Juntamente com essa imagem um áudio diz: “Brasileiros e brasileiras, aqui quem fala é o General do Exército Brasileiro, Eduardo Villas Bôas. Nos unimos a semana inteira para tratarmos da crise dos caminhoneiros junto ao Almirante de esquadra Marinha eduardo Ferreira e o tenente-brigadeiro-do-ar da Aeronáutica do Brasil Nivaldo Postado.

A Constituição Federal em seu artigo 142 dá ao Presidente da República o poder sobre as Forças Armadas. No entanto, o presidente Michel Temer instituiu-se através de um golpe e não através do voto do povo. Devido à corrupção que se instalou nesse país, faremos um governo interino e garantiremos a ordem e a segurança.

Pedimos aos brasileiros paciência porque não sabemos exatamente quanto tempo esse governo interino vai durar. Porém, não daremos um golpe igual foi feito e convocaremos novas eleições. Peço ajuda a todos os brasileiros e que Deus abençoe a todos”.