2 de maio de 2018

STJ entrega processo de Beto Richa para Sergio Moro

O ministro Og Fernandes, do STJ, acolheu recurso do MPF e determinou o envio de cópia do inquérito contra Beto Richa para a 13ª Vara Federal.



Com isso, o agora ex-governador – que renunciou para concorrer ao Senado – não será apenas investigado na Justiça Eleitoral.

A Procuradoria apontou, conforme o STJ, indícios de crime comum e também crime eleitoral, o que justificou o envio do caso tanto para Justiça Eleitoral quanto para Justiça Federal.

“Diante desse fato, que foi trazido de forma superveniente na esfera deste procedimento criminal, num juízo prévio pertinente a essa etapa das apurações, entendo que tem razão o MPF, quando postula o envio deste feito para ambos os juízos – eleitoral e federal comum –, a fim de que estes, nos limites de suas jurisdições, possam dar encaminhamento à investigação”, afirmou o ministro na decisão, conforme nota divulgada pelo tribunal.

Delatado pela Odebrecht, o tucano aparece nas planilhas do setor de propinas, sob os codinomes “piloto” e “brigão”, como beneficiário de repasses superiores a R$ 3 milhões. O dinheiro seria uma contrapartida a obras de duplicação da rodovia PR-323.