17 de abril de 2018

Metade do povo brasileiro quer Lula fora da cadeia

Divulgado neste sábado, dia 14, pelo site de notícias BBC Brasil a primeira pesquisa de opinião após a prisão do ex-presidente Lula.



Realizada pelo IPSOS, ela mostrou que o país inteiro está dividido: 46% dos brasileiros são contra a decisão de prender Lula, e 50% são favoráveis. A diferença está dentro da margem de erro, de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, segundo o Instituto.

Os pesquisadores foram às ruas entre os dias 7 e 10 de abril, e ouviu 1.200 pessoas nas cinco regiões brasileiras. E, durante este período, foi difícil achar alguém que não soubesse o que estava acontecendo: 99% dos entrevistados ouviram falar sobre a prisão de Lula.

Segundo o levantamento realizado, 57% dos entrevistados pelo IPSOS, Lula é culpado das acusações pelas quais está preso (32% acham que é inocente).

Entretanto, 69% consideram que o petista está envolvido de alguma forma nos esquemas de corrupção investigados pela Lava Jato.

O diretor do IPSOS, Danilo Cersosimo é um dos responsáveis pelo levantamento. Ele lembra que "a pesquisa foi feita no calor do momento", com as entrevistas começando no sábado e terminando na segunda-feira (9). Para Cersosimo, fica claro que "no momento da prisão, Lula não perdeu o apoio que tinha. O percentual de pessoas que considera a prisão injusta é muito similar à aprovação do Lula medida pelo Barômetro Político, publicado pelo O Estado de S. Paulo", diz ele.

Outros dados na pesquisa mostram o quanto a população está dividida sobre este tema: para 50%, a prisão de Lula foi justa, mas para 44% o petista foi alvo de injustiça.

Outras respostas da pesquisa sugerem que ainda não existe uma opinião majoritária sobre o caso. Os percentuais dos que concordam ou discordam da frase "A Lava Jato até agora nada provou contra o ex-presidente Lula" são iguais: 47% dos entrevistados para cada lado, com 6% que não souberam dizer ou não responderam.