4 de março de 2018

Nenhum filho meu consegue arrumar emprego, diz Lula

Para o ex-presidente, há uma campanha para que ele não seja candidato para que sobrem 2 vagas para os adversários brigarem no segundo turno.



Mesmo condenado em segunda instância, o que o torna inelegível por causa da Lei da Ficha Limpa, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acredita na possibilidade de se candidatar e insiste que há uma conspiração contra ele.

Em entrevista exclusiva à jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o ex-presidente disparou: “Eu quero saber o seguinte: eu, proibido de ser candidato, na rua fazendo campanha, como eles vão ficar? Eles estão me transformando numa vítima desnecessária”.

No roteiro que segue o tom “de eles contra nós”, o petista alfinetou o juiz Sérgio Moro e exigiu provas de que cometeu crimes. “Você deveria estar perguntando é se eles vão conseguir juntar uma prova de cinco centavos contra mim”, disse à jornalista.