12 de março de 2018

Gilmar Mendes sabotou as leis e as eleições de 2018, diz jurista

O jurista Modesto Carvalhosa falou, em entrevista ao Estadão, sobre a reintrodução do voto impresso nas eleições de outubro deste ano.


Resultado de imagem para Gilmar Mendes derrotado


Ele disse que o Brasil é o único país do mundo em que a apuração é secreta. “Três ou quatro funcionários do TSE dão apuração do voto sem nenhuma fiscalização, quando que o princípio democrático fundamental é que a apuração tem que ser pública”, defende. 

A PGR raquel Dodge entrou com uma ação no STF contra a implantação do voto impresso. Para ela, a impressão “caminha na contramão da proteção da garantia do anonimato do voto e significa verdadeiro retrocesso”.

Sobre isso, Carvalhosa afirma que Dodge está “mentindo deslavadamente” ao dizer que o voto impresso acaba com o sigilo do voto.