31 de janeiro de 2018

Recado das Forças Armadas ao STF é visto em decisão forte de Cármen Lúcia

A presidente e ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, decidiu expor sua indignação com um possível novo entendimento da Corte sobre a prisão de condenados em segunda instância. 




Ela deixou claro que esse assunto não está na pauta do STF, pelo menos nos próximos meses e falou que o Supremo não pode se apequenar diante do processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Lula teria esperanças de que ministros da Corte mudassem o entendimento sobre a prisão em segunda instância para que ele pudesse se ver livre da cadeia.


Numa postagem do site “O Antagonista”, foi declarado que Cármen Lúcia teria recebido um grande apoio contra as inúmeras pressões que eram feitas para que ela colocasse em julgamento essa mudança no entendimento da Corte sobre os condenados e assim ajudasse Lula.