26 de janeiro de 2018

O que resta a Lula

Condenado por 3x0 em segunda instância, inelegível e a dois meses de uma provável prisão, numa operação que a Polícia Federal já prepara, Lula caminha para o melancólico desfecho de sua trajetória política.




Fernando Haddad disse à CBN que “ninguém se coloca como candidato, não só por respeito ao presidente Lula, mas porque é um desejo genuíno de todos nós que ele possa disputar as eleições”.

O coordenador do programa de governo do PT disse, ainda, que nunca ouviu “rumor de discussão interna do partido sobre um plano B, ou um plano C”.