14 de novembro de 2017

Preparem suas apostas, Brasil terá cassinos

Projeto do senador Ciro Nogueira (PP-PI), que legaliza o jogo no Brasil, deve ser votado ainda este ano no Senado, segundo admitiu o presidente da Casa, senador Eunício Oliveira, em resposta ao pedido de quinze governadores que se reuniram em Brasília dias atrás.  A estimativa é que a legalização pode gerar de R$12 bilhões a R$18 bilhões em impostos por ano.



O jogo de azar está proibido no Brasil desde os anos 1950, por decisão do então presidente Eurico Gaspar Dutra e influência da mulher dele, muito religiosa e, reza a lenda, muito ciumenta também: ela não queria que o marido fosse atraído aos espetáculos musicais protagonizado por belas mulheres em cassinos do Rio de Janeiro. Atualmente, o Brasil é o único país não muçulmano do mundo que mantém o jogo proibido.

O projeto teve relatório favorável do senador Benedito de Lira (PP-AL) e prevê a legalização do jogo do bicho, bingo, vídeo-bingo, apostas esportivas e não esportivas e cassinos online ou em complexos de lazer integrados. Parte dos impostos arrecadados nas apostas iria para a segurança pública, mas Eunício de Oliveira condiciona sua aprovação à destinação de recursos também para educação.