13 de julho de 2017

Sergio Moro proibe Lula de concorrer a cargos públicos por 19 anos

Com informações do ImprensaViva, Na maioria dos países do mundo, um condenado não pode concorrer a cargos públicos. Por motivos óbvios, os cidadãos da maior parte do mundo sequer conseguem pensar em uma possibilidade tão absurda.



Como o Brasil é o país das discrepâncias, a Lei da Ficha Limpa prevê que um cidadão só se torna inelegível após ser condenado por um colegiado em segunda instância. 

Logo, não é tão surpreendente saber que Lula e o PT ainda consideravam a possibilidade de lançar a candidatura do petista à Presidência da República em 2018, mesmo após uma condenação em primeira instância.