7 de julho de 2017

PF encerra Operação Lava Jato e mostra queima de arquivo e corrupção macabra no Brasil

Com informações do NBO, O atual presidente é não só um anão moral, um sujeito de dimensões ridiculamente pequenas na nossa política. Em algum tempo, terá tanto espaço nas aulas de história quanto qualquer outro presidente passageiro e desimportante, como Café Filho ou Carlos Luz (aliás, envolvidos, cada um de um lado, numa tentativa de golpe contra JK).



Os próprios congressistas sabem que Temer não vale grande coisa, que é apenas um produto das circunstâncias e que não será capaz de fazer qualquer coisa de relevante para o país. 

Não é um estadista, não é um intelectual, não tem um projeto. É apenas um oportunista que acumulou poder da maneira mais sórdida e que usa-o agora para livrar a si mesmo e aos seus do castigo merecido – e prometido pela Lava Jato.