6 de junho de 2017

Sergio Moro expede pedido de prisão para Renan Calheiros

O juiz Sérgio Moro, que é o titular da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no estado do Paraná, responsável pela maior operação de combate à #Corrupção de que se tem notícia na história contemporânea do país, a Operação Lava Jato, fez uma exigência à Justiça, para que sejam realizadas as audiências com depoimentos de dois parlamentares. Tratam-se do senador alagoano e líder do PMDB no Congresso Nacional #Renan Calheiros e o deputado federal Aníbal Gomes, do PMDB do Ceará.



O deputado federal Aníbal Gomes havia solicitado, por meio de sua defesa, a dispensa de comparecer à audiência, já que, segundo ele, haveria a justificativa de que “nada haveria a acrescentar, senão, o que já havia sido dito”, em alusão a um inquérito em relação ao mesmo caso, que já está sendo investigado no Supremo Tribunal Federal (STF).

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) se utilizou do mesmo tipo de argumento, através da sua defesa, já que, de acordo com os defensores, ele figura como investigado no Supremo Tribunal Federal pelos mesmos fatos, e a realização da audiência “poderia representar uma investigação através de via oblíqua de seus atos”, ressaltou a defesa do senador alagoano.