8 de maio de 2017

Defesa de Lula tenta adiar depoimento ao juiz Sergio Moro

A defesa do ex-presidente Lula ingressou com um pedido de habeas corpus nesta segunda-feira pedindo a suspensão do processo e, ao final, a concessão da ordem para que seja concedido "prazo razoável" para a análise de documentos anexados pela Petrobras. 

Lula prestará depoimento à Justiça Federal, em Curitiba, na quarta-feira (10)

Na prática, a ação dos advogados solicita o adiamento do depoimento de Lula ao juiz Sergio Moro, marcado para as 14h desta quarta-feira, em Curitiba.

Segundo os advogados Cristiano Zanin e Roberto Teixeira, que defendem Lula, documentos da Petrobras aos quais o petista pede acesso desde o início da ação penal foram juntados ao processo somente nos dias 28 de abril e 2 de maio. 

Eles argumentam que os arquivos têm 5,42 gigabytes e foram anexados aos autos "sem índice e de forma desorganizada". Seriam cerca de 5 mil documentos técnicos negociais e jurídicos, contendo mais de 100 mil páginas.