Povo bancará R$ 1,3 bilhão de reais para o 'horário eleitoral' e o 'fundo partidário'

Juntos, esses outros dois sanguessugas do dinheiro do povo, 'horário eleitoral' e o 'fundo partidário', vão consumir R$ 1,3 bilhão em 2016.

O benefício às emissoras que veiculam o horário eleitoral obrigatório é garantido pela legislação eleitoral (Lei 9.504/2007). O valor deduzido em imposto de renda corresponde a 80% do que as empresas receberiam caso vendessem o espaço para a publicidade comercial.


Enquanto as emissoras arcam com 20% dos custos, é como se cada brasileiro pagasse, indiretamente, R$ 2,88 para receber informações sobre candidatos e partidos políticos no rádio e na TV.

Entre 2002 e 2015, R$ 5,5 bilhões deixaram de ser arrecadados pela União por conta das deduções fiscais, em valores correntes.


No ano passado, a isenção foi de R$ 218,3 milhões. A “isenção” concedida às empresas de rádio e televisão é uma das mais altas na lista da Receita. Este ano, supera, por exemplo, os benefícios tributários para creches e pré-escolas, que têm previsão de R$ 72,7 milhões. Também é superior ao Fundos da Criança e do Adolescente, que terá isenção de R$ 323,4 milhões.

Informações: Folha Centro Sul
Povo bancará R$ 1,3 bilhão de reais para o 'horário eleitoral' e o 'fundo partidário' Povo bancará R$ 1,3 bilhão de reais para o 'horário eleitoral' e o 'fundo partidário' Reviewed by Gabriel Henrique on 14:30 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.