Senador do PT preso pela PF entrega Toffoli, Zavascki e outros em gravação

Eles queriam que Nestor Cerveró não assinasse a delação premiada, delação essa que deve derrubar todos de uma vez. Some-se à isso, a prisão do  amigão de Lula, Bumlai, Zé Dirceu, André Vargas, Marcelo Odebrecht, João Vaccari Neto e outros pilantras que já estão na jaula.


Uma gravação com 1 hora e 35 minutos revela como o líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), ofereceu R$ 50 mil mensais ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró para que ele não fechasse acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. No diálogo ocorrido no dia 4 de novembro em um quarto do hotel Royal Tulip, em Brasília, o petista também propôs ao filho de Cerveró, Bernardo Cerveró, que, se o ex-diretor realmente optasse por um acordo com os procuradores da República, ele não o citasse. 



A gravação embasou a prisão de Delcídio nesta quarta-feira (25) pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. O parlamentar petista é acusado pela PGR de estar atrapalhando as investigações. A gravação foi feita em um celular de Bernardo. Além de Delcídio e do filho de Cerveró, também participou do encontro o advogado Edson Ribeiro, que era responsável pela defesa de Cerveró na Lava Jato. No dia 19, a Procuradoria Geral da República recebeu o áudio com a íntegra da conversa por meio de uma advogada de Bernardo, que atuou no acordo com o Ministério Público.

Informações: Folha Centro Sul & G1
Senador do PT preso pela PF entrega Toffoli, Zavascki e outros em gravação Senador do PT preso pela PF entrega Toffoli, Zavascki e outros em gravação Reviewed by Gabriel Henrique on 11:03 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.