16 de outubro de 2015

STF manda soltar executivo da Odebrecht

O Supremo Tribunal Federal (STF) deferiu liminarmente o pedido de habeas corpus do executivo Alexandrino Alencar, ligado à Odebrecht. Ele foi preso no dia 19 de junho na Operação Erga Omnes, 14ª fase da Lava Jato.

Alexandrino Alencar estava preso desde o dia 19 de junho.

Na ocasião, também foram presos o presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, e outros executivos ligados ao grupo. Todos são acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. De acordo com o advogado Augusto Botelho, a decisão sobre o habeas corpus foi concedida pelo ministro Teori Zavascki. A expectativa é que Alencar seja liberado ainda hoje.

Alexandrino Alencar foi diretor de Relações Institucionais da Odebrecht e ex-vice-presidente da Braskem e levou o ex-presidente Lula para Cuba, EUA, República Dominicana em janeiro de 2013.

Em relatório final de interceptação telefônica da Operação Erga Omnes, a PF informou ao juiz federal Sérgio Moro que o ex-presidente conversou com o executivo Alexandrino de Salles Ramos Alencar, da empreiteira Odebrecht no dia 15 de junho de 2015. Quatro dias depois do telefonema, Alexandrino Alencar foi preso.