R$ 40 bilhões da 'mobilidade urbana' estão parados nas mãos de Dilma Rousseff

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostrou que aumentou a quantidade de brasileiros que consideram o transporte público ruim ou péssimo, assim como subiu o número de pessoas que passam mais de uma hora no trânsito em deslocamentos para as atividades rotineiras, como trabalho e estudo. Enquanto isso, neste ano, apenas 17% dos recursos destinados à área foram utilizados.

Ao todo, o governo federal possui orçamento de R$ 4,1 bilhões no programa “Mobilidade Urbana e Transito”. No entanto, até o momento apenas R$ 693,7 milhões foram desembolsados. Na principal ação da rubrica “Apoio a Sistemas de Transporte Publico Coletivo Urbano”, por exemplo, foram aplicados somente R$ 314,3 milhões dos R$ 3,9 bilhões orçados para 2015.

Os recursos da iniciativa se destinam ao apoio à implantação e requalificação de infraestrutura de sistemas de transporte público coletivo urbano de passageiros visando a ampliação da capacidade e a promoção da integração intermodal, física e tarifária dos sistemas de mobilidade urbana.



A ação prioriza o transporte público coletivo urbano, promovendo a melhoria da mobilidade urbana, da acessibilidade universal e a integração com os meios não-motorizados. A rubrica inclui ações nos estados do Amapá, do Rio de Janeiro, do Paraná. Para os cariocas, deveria ser desenvolvida a emblemática construção da linha 3 do Metrô do Rio de Janeiro, ligando Niterói a São Gonçalo e beneficiaria a 250 mil pessoas. Em junho no governador do estado, Luiz Fernando Pezão, afirmou que não havia recursos para a obra.

O Ministério das Cidades afirmou que selecionou a proposta de monotrilho para a ligação de Niterói e São Gonçalo. Contudo o Governo do Estado do RJ apresentou em março proposta de alteração de modal de monotrilho para BRT, alegando mudanças de prioridades em função da revisão do Plano Diretor de Transporte Urbano (PDTU). 

“O Ministério das Cidades está aguardando nova Carta-Consulta por parte do Governo Estadual. Pois é o proponente que indicará o modal de transporte que melhor atenda a população daquela região. A partir da definição por parte do Governo do Estado, o Ministério das Cidades buscará apoiar o empreendimento”, explica. 

Informações via: FCS
R$ 40 bilhões da 'mobilidade urbana' estão parados nas mãos de Dilma Rousseff R$ 40 bilhões da 'mobilidade urbana' estão parados nas mãos de Dilma Rousseff Reviewed by Gabriel Henrique on 14:02 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.