"Cerveró tenta negociar delação mais STF nega liberdade" diz VEJA


O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou em caráter liminar a revogação da prisão do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró. Preso preventivamente desde janeiro, Cerveró já foi condenado em dois processos, a 12 anos e a 5 anos de prisão. Ao STF, a defesa alegou, entre outros pontos, que a prisão preventiva está fundamentada apenas em "presunções" contidas em declarações prestadas por outros réus que fizeram delação premiada e que Cerveró sempre esteve à disposição das autoridades. Cerveró negocia com o Ministério Público Federal um acordo de colaboração premiada. "As questões suscitadas, embora relevantes, não evidenciam hipóteses que autorizem, liminarmente, a revogação da prisão preventiva. Consideradas as circunstâncias da causa, o exame da pretensão será feito no momento próprio, em caráter definitivo", escreveu Zavascki.
"Cerveró tenta negociar delação mais STF nega liberdade" diz VEJA "Cerveró tenta negociar delação mais STF nega liberdade" diz VEJA Reviewed by Gabriel Henrique on 11:34 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.