Quase 1000 pessoas foram mortas em onda de calor na Índia.

Onda de calor na Índia deixa 800 mortos (Foto: Chandan Khann/AFP)

A onda de calor que afeta a Índia desde a semana passada, com temperaturas próximas dos 50 graus em várias cidades, provocou a morte de mais de 800 pessoas, anunciaram as autoridades.
No estado de Andhra Pradesh (sul), o mais afetado, 551 pessoas morreram na última semana. Os hospitais foram mobilizados para receber as vítimas do calor, informa a agência AFP.
As autoridades recomendam à população que permaneça em ambientes fechados e que as pessoas não saiam às ruas sem chapéu ou sem beber água, anunciou Tulsi Rani, funcionário da unidade de gestão de catástrofes do estado.
"Também pedimos às ONGs e às agências do estado que abram locais para o fornecimento de água, para que toda a população tenha acesso", disse.
O tempo tem sido mais quente e seco do que o normal nesta época do ano devido a ventos que vêm do Paquistão e sopram pelas planícies centrais indianas.
Muitos dos mortos, segundo a emissora CNN, são pessoas pobres, como moradores de rua e pedintes, assim como trabalhadores de construção civil, que ficam expostos ao sol.
Outro problema, como destaca a rede americana, é que apenas cerca de um terço da população indiana tem eletricidade, o que significa que o restante da população não tem muitas formas modernas de se refrescar, como ventilador e ar condicionado.
Centenas de pessoas, essencialmente as mais pobres, morrem a cada verão na Índia. Dezenas de milhares sofrem com os cortes de energia elétrica, resultado de uma rede sobrecarregada.
Grande parte do país está sob os efeitos da onda de calor, incluindo a capital Nova Délhi.
De acordo com o jornal 'The Hindustan Times', a temperatura máxima em Délhi chegou a 45,5°C na segunda-feira, cinco graus acima da média prevista para a época.
Assando
"Estamos assando, esta visita virou um pesadelo", afirmou Meena Sheshadri, uma turista de 37 anos que mora em Pune (oeste) e visitava o 'India Gate' ao lado dos filhos.

"Bebo água o tempo todo, mas continuo com a garganta seca", disse.
No estado de Telanga, vizinho de Andhra Pradesh, 231 pessoas morreram nos últimos sete dias. As temperaturas chegaram a 48°C durante o fim de semana.
Em Orissa (leste), 11 pessoas morreram vítimas da onda de calor. A meteorologia emitiu um "alerta vermelho" para terça-feira e quarta-feira no estado, onde as temperaturas devem chegar a 45 graus.
Em Bengala Ocidental, 13 pessoas morreram e os sindicatos de taxistas recomendaram aos motoristas que reduzam o ritmo de trabalho.
Segundo o Hindustan Times, as condições meteorológicas provocam o risco de seca nos estados mais afetados pela onda de calor, antes do início da temporada de chuvas de monção.

Fonte G1
Quase 1000 pessoas foram mortas em onda de calor na Índia. Quase 1000 pessoas foram mortas em onda de calor na Índia. Reviewed by team NoticiasOnline on 16:19 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.