Após atos, governo diz que país está longe de golpismo e promete medidas

Após os protestos contra a presidente Dilma Rousseff, que reuniram mais de 1,7 milhão de pessoas por todo o país, o governo disse que Brasil está longe de golpismo e prometeu lançar nos próximos dias medidas de combate a corrupção e impunidade.
"O Brasil está muito longe do golpismo. O governo está atento e revela a disposição que sempre teve de ouvir às manifestações da rua", disse ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, em entrevista coletiva realizada no início da noite deste domingo (15).
Os atos, segundo ele, comprovam o "desejo de todos os brasileiros de combater a corrupção e a impunidade".  Cardozo disse que o governo também está engajado nesse proposito e deve anunciar em breve um conjunto de medidas contra a corrupção, mas sem dar detalhes. 
A proposta, de acordo com o ministro, será enviada para o Congresso antes do prazo prometido pela presidente Dilma durante campanha eleitoral, que era de seis meses. "Há questões que exigem uma pactuação entre poderes distintos".
Cardoso disse ainda ser "indiscutível" a necessidade de uma mudança no atual sistema político-eleitoral.  "É a porta de entrada principal para a corrupção", descreveu ele, que voltou a enfatizar a posição do governo a favor de uma reforma política. "Não é mais possível financiamento empresarial de campanhas empresariais", apontou. "Precisamos fechar imediatamente as portas para atos de corrupção."
o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Miguel Rossetto, disse que há uma "inquietude" entre a população devido ao tempo entre o surgimento de denúncias de corrupção e o julgamento das denúncias. "Ao mesmo tempo em que a sociedade aguarda o julgamento dos casos denunciados, também espera que sejam votadas normas que interrompam esse processo", apontou ele, que relatou  a importância da sociedade conhecer os procedimentos e o papel de cada poder nesse processo. 
"Esse governo combate a corrupção. O executivo corrige erros, quem julga são as polícias e o poder judiciário", acrescentou o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Miguel Rossetto.
Após atos, governo diz que país está longe de golpismo e promete medidas Após atos, governo diz que país está longe de golpismo e promete medidas Reviewed by team NoticiasOnline on 19:54 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.