21 de fevereiro de 2018

São Paulo vai virar praça de guerra se Lula for preso, diz líder do MTST

Coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), que congrega 40 mil famílias em onze estados brasileiros, Guilherme Boulos , disse ao site petista, Brasil 247, que a prisão de lula é uma “declaração de guerra”.




São Paulo vai virar uma praça de guerra”, diz Boulos.


Perguntado se o MTST irá às ruas se Lula for preso? ele responde: “Uma prisão arbitrária do Lula não é um ataque apenas ao Lula. É uma declaração de guerra. Evidente que vai gerar reações”.



Vamos torcer para Boulos e seu movimento honrarem suas palavras e partirem para cima mesmo. Desta forma, uma intervenção militar seria legítima.

FBI informa que o Brasil vendeu o jogo da Alemanha num esquema de corrupção

Informação do FBI que estão sendo levantadas nos EUA é o que o chefe da CBF (Brasil) preso pela Polícia Americana está envolvido no resultado do jogo entre Brasil e Alemanha. 




A histórica goleada na semi final da Alemanha sobre a seleção brasileira pode ter envolvido milhões de dólares, onde cada jogador recebeu sua parte. 

Dentro de 30 dias será divulgado um balanço que poderá acabar com a vida prossional de muitos jogadores brasileiros reconhecidos pelos torcedores, armou o FBI. O esquema pode sobrar até para Rede Globo de Televisão.


“Dane-se o torcedor, vamos garantir o nosso. É melhor um na mão que dois voando” Segundo a FIFA uma frase que vai doer no coração dos brasileiros apaixonados por futebol.

Senadora usa carro oficial para ir ao salão de beleza

Em pleno recesso parlamentar, a senadora Rose de Feitas (PMDB-ES) mobilizou parte de sua estrutura de gabinete – carro oficial, motorista e uma assessora – para frequentar um centro estético.




Na noite desta quarta, durante boa parte do tempo, o carro oficial de placa 0055 permaneceu no estacionamento do prédio comercial. 

Onde funciona o centro estético frequentado pela senadora. Segundo a parlamentar, apesar de o Senado Federal estar em recesso ela permanece trabalhando e tem cumprido agenda de reuniões em Brasília.




Minha missão é prender todos os corruptos, diz Sergio Moro

Sérgio Moro está fazendo escola. Antes um cavaleiro solitário visto com desconfiança pelos mais céticos que não acreditavam na evolução da Lava Jato. 




Moro virou celebridade, um exemplo para a magistratura brasileira, mas um transtorno para os ministros do Supremo Tribunal Federal

Enquanto em menos de dois anos, o juiz paranaense condenou políticos e empresários as mais severas penas, os ministros do STF continuam batendo boca em público. Brigam entre eles para impor suas ideias e levam para às ruas a roupa suja que deveriam lavar em casa.


Dormem em berço esplêndido na principal Corte do país dezenas de processos envolvendo políticos que sequer foram analisados. Um caso exemplar de leniência é o do Paulo Maluf. Procurado em mais de 100 países do mundo, com fotos estampadas nas telas dos computadores dos aeroportos internacionais, o deputado federal, que representa São Paulo, continua impune. Insisti em dizer que é inocente, mas o dinheiro resgatado nas contas lá fora é dele e da família. Se tivesse caído nas mãos do Moro, jamais teria saído da cadeia quando foi preso pela primeira vez.