14 de novembro de 2017

Foro Privilegiado para todos! Congresso planeja PEC para anistiar Temer e todos os ex-presidentes

Deputados e senadores estariam planejando a votação de uma PEC para anistiar o atual Presidente da República (de eventuais crimes cometidos) e também seus antecessores.



A denúncia é grave e foi escrita pelo jornalista Alberto Bombig em publicação no Estadão no dia 27/06. Bombig relata que o ‘acórdão’ prevê que Temer desocupe o cargo, o que lhe garantiria 100% de imunidade penal.

A PEC também incluiria a prerrogativa de foro privilegiado para os ex-presidentes do Brasil […] o que facilitaria a situação de Lula e Dilma, livrando-os efetivamente das mãos do juiz Sérgio Moro.

Condenado, José Dirceu aparece dançando em roda de samba

O ex-ministro José Dirceu, condenado na Operação Lava Jato, é filmado se divertindo em roda de samba e causa indignação dos internautas.



Braço forte do PT, José Dirceu foi ministro nos governos dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (Casa Civil) e Dilma Rousseff. Ele se envolveu em um dos maiores escândalos de corrupção política nos últimos tempos no Brasil. Ao contrário de Antonio Palocci, Zé Dirceu continua firme e forte sem entregar mais detalhes sobre a corrupção e favorecimentos dos quais são acusados os governos do PT.

Ele foi condenado pelo juiz Sérgio Moro em duas ações penais da Operação #Lava Jato. Em uma delas, a 20 anos e 10 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e por fazer parte de organização criminosa.

URGENTE: General Mourão é cotado para assumir o comando do Exército

Em entrevista à BBC Brasil, por telefone, o comandante do Exército, General Villas Bôas, falou sobre sua batalha contra uma doença neuromotora degenerativa que afeta a musculatura.



Villas Bôas classificou sua situação como “inaudita”, mas garante que a saúde mais fragilizada, que contrasta com a imagem de um soldado pronto para a guerra, não é, para ele, motivo para ele deixar o posto. O trabalho, diz ele, o ajuda a enfrentar a doença.

Nos bastidores da caserna, porém, já se especula quem será seu sucessor.

Planos de saúde deram R$ 55 milhões a políticos

Os planos de saúde se prepararam para aprovar o projeto da nova Lei dos Planos de Saúde: na campanha de 2014, distribuíram quase R$55 milhões (exatos 54,9 milhões) para financiar nada menos do que 131 candidatos, dos quais 60 foram eleitos e se encontram no exercício dos seus mandatos.



 A “bancada dos planos de saúde” na Câmara soma 29 deputados. As empresas também ajudaram a eleger três senadores.