2 de janeiro de 2019

Mourão diz que general venezuelano deveria ter matado Hugo Chávez

“Se tivesse matado o Chávez ali, teriam resolvido o problema. Depois eles iriam se matar entre eles, mas aquilo arrumaria o país”, afirmou o vice de Bolsonaro, em declaração à revista Piauí.

Resultado de imagem para general mourão
O general Hamilton Mourão, vice-presidente de Jair Bolsonaro, afirmou que o ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez, deveria ter sido assassinado. Em declaração à revista Piauí, ele revelou que, em 2002, durante o golpe que tentou afastar Chávez do comando do país, o general Néstor González González, um dos encarregados de vigiar o presidente deposto, perdeu a chance de ter mudado o curso da história.

“Se tivesse matado o Chávez ali, teriam resolvido o problema. Depois eles iriam se matar entre eles, mas aquilo arrumaria o país”, afirmou Mourão, que, à época, era adido militar da embaixada brasileira na Venezuela.

TV transmite mensagem Lula Livre pintada no asfalto durante a posse de Bolsonaro

As informações é da revista fórum. A imagem foi captada pela transmissão oficial do Planalto e apareceu em todas as emissoras que transmitiram a cerimônia de posse.



A transmissão da TV sobre os percursos em que o Roll-Royce presidencial percorreu com o Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), e a esposa, Michelle Bolsonaro, captou uma imagem inusitada.

Em uma das cenas, a mensagem Lula Livre pintada em letras garrafais no asfalto apareceu. Na imagem, Bolsonaro desfila no carro acompanhado de batedores da Polícia Federal.

A imagem foi captada pela transmissão oficial do Planalto e apareceu em todas as emissoras que transmitiram a cerimônia de posse, ocorrida nesta terça-feira (1º).

Lula divulga carta com recado a Bolsonaro

Em carta divulgada nas redes sociais pouco antes da virada do ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu que seus apoiadores não baixem a cabeça e prometeu que 2019 será um ano de “resistência e luta”. Lula fez referência ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que toma posse nesta terça-feira (1).

instituto-lula.jpeg

“2019 será um ano de muita resistência e muita luta, para impedir que o nosso povo seja ainda mais castigado do que já foi”, escreveu Lula.

“Eu continuo tendo fé em Deus e no povo brasileiro. Não vamos baixar a cabeça nem deixar que tirem nossa alegria de viver e de batalhar por dias melhores. Nós sempre tivemos coragem de lutar e temos coragem de recomeçar”.

Donald Trump convida Jair Bolsonaro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, convidou o novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, para visitar os Estados Unidos no começo de 2019, em um momento no qual ambos os países têm na agenda vários temas regionais em comum.

Imagem relacionada

A informação foi passada por um funcionário americano nesta sexta-feira (28).

"Esperamos ansiosamente que, talvez, possa ser realizada a sua primeira visita no início do ano que vem", disse à imprensa um funcionário sob condição de anonimato.

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, estará no Brasil nesta semana para a posse de Bolsonaro.

Durante a sua visita, se reunirá com o novo presidente e com Ernesto Araújo, que assumirá como chanceler do Brasil. Também aproveitará a oportunidade para se encontrar de forma bilateral com o presidente peruano, Martín Vizcarra.